Hoje disseram-me uma coisa que me pôs a pensar… Sim Cláu, tens razão se há coisa em que não sou boa (entre muitas outras) é com as palavras. Tantas digo sem pensar (e não as deveria dizer) e tantas que devia dizer e não digo porque penso demais (e errado). Como se costuma dizer “quem muito fala pouco acerta”...sim é um facto eu falo muito (tenho necessidade disso) e vezes demais com o coração…

 

“Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.”

by Alexandre O´Neil 

publicado por abelhinha às 18:17